COPA FGF SUB 19: DERROTA, MAS CONFIANÇA - CRÔNICA DA PARTIDA

Pelo primeiro jogo das quartas de final da Copa FGF Sub 19, Inter SM e Riograndense fariam um grandiozo clássico em Santa Maria. De um lado estava o trabalho realizado em poucos meses, com mudanças e acertos na comissão técnica, com saídas e chegadas de jogadores, e um crescimento ao longo da competição que empolgou todos os torcedores, o Inter SM. Do outro lado estava a consolidação de um trabalho de três anos, com jogadores experientes, que já atuaram em competições a nível profissional e uma continuidade no processo de profissionalização das categorias de base, o Riograndense. Em uma tarde de 33ºC, as duas equipes estavam anciosas para serem prestigiadas pelo público, nervosas para que seus objetivos fossem alcançados e posicionados no centro do gramado, do estádio Presidente Vargas, para iniciar um grande espetáculo.


A partida iniciou em clima de clássico, com lances ríspidos e marcação forte de ambas as equipes. Logo aos 8' o goleiro Wesley do esmeraldino encontrou o centroavante Júnior pela ponta direita. Com precisão, o camisa 9 cruzou para Thiaguinho pegar de primeira e marcar. Em certos momentos alguns acontecimentos se tornam clichês, porém, muitas vezes nos mostram algumas verdades. Antes dos 15' de qualquer partida de futebol, sabemos que se uma equipe levar um gol, o aspecto emocional será bastante afetado e poderá resultar em prejuízo para a equipe e vantagem ao adversário. Seguindo nesta linha de raciocínio, é possível dizer que o gol foi um golpe certeiro na jovem equipe do Inter SM. A primeira etapa seguiu com a posse de bola para o Riograndense até os 22', quando o treinador Paulo Henrique Marques realizou a substituição importante retirando o volante Prestes e colocando o atacante João Pedro. Já com mais posse de bola e chegadas contínuas no sistema defensivo do Riograndense, o Inter SM aos 33' com Vinicius Bebê em uma cobrança de falta e cabeçada do zagueiro Dionatan na trave, quase marcou o gol que poderia mudar o emocional da partida e dos jovens alvirrubros. Porém, até a bola não queria proporcionar este momento, já que ficou em cima da linha e chegou aos braços do goleiro Wesley. A partida estava mudando sua proporção, o alvirrubro conseguia sua estabilidade nas jogadas, avançava ao campo adversário e permanecia no ataque. Aos 41' em cobrança de escanteio do meia Júlio, o centroavante Itamar subiu mais que os zagueiros do esmeraldino e balançou as redes propocionando o empate ao alvirrubro, a alegria dos torcedores presentes e a recuperação do aspecto emocional perdido antes dos 15'. Mas, a tarde realmente não era para os alvirrubros. Depois da comemoração dos jogadores, da festa nas cadeiras do estádio Presidente Vargas, o auxiliar Igor Balke anulou o gol corretamente, alegando que a bola saiu na cobrança do escanteio. Esse seria mais um aspecto que prejudicaria a atuação dos jovens atletas do Inter SM ao decorrer da partida. No fim da primeira etapa, nos acréscimos, o zagueiro Marlon foi expulso após uma série de reclamações. A segunda etapa era a esperança para a torcida alvirrubra, mas o cansaço também seria mais um prejuízo ao Inter SM, pelo intenso calor. O segundo tempo inicou, o treinador Paulo Henrique Marques realizou mais algumas alterações tentando mudar os aspectos da partida, mas que não surtiram efeito. Com o resultado positivo, o Riograndense apenas administrava a partida quando tinha a posse a de bola. O sistema ofensivo do alvirrubro com Bruno, Hugo e Itamar tentava buscar alguma reação em jogadas e finalizações, mas sem sucesso. Nos minutos finais, Gean do Riograndense fez falta grave no centroavante Itamar do Inter SM, e também acabou sendo expulso.


A primeira partida das quartas de final chegou ao fim com 1x0 para o Riograndense, tendo a vantagem no segundo jogo dentro do seu estádio. O Inter SM agora precisa buscar o resultado nos Eucaliptos e resgatar o aspecto mais prejudicial da primeira partida decisiva, o emocional. O elenco alvirrubro está em uma etapa decisiva onde outras equipes, que mantém suas estruturas apenas para as categorias de base, não chegaram. É um trabalho realizado em poucos meses e com resultados surpreendetes. O Inter SM hoje possui grandes jovens jogadores que poderão estar no elenco profissional em 2016. A segunda partida poderá ser de grande alegria ou de grande tristeza, porém, o resultado não será o mais importante. A construção de um planejamento para o Esporte Clube Internacional de Santa Maria, com a consolidação das categorias de base, deverá gerar grandes frutos em um futuro próximo, como já está acontecendo.

DESTAQUES Desta vez o destaque fica para o elenco alvirruro, que após um intenso campeonato e algumas mudanças, cresceu ao longo da competição e chegou nas quartas de final da Copa FGF Sub 19, podendo estar em uma semi-final.

PÚBLICO Em uma tarde agradável e quente na cidade de Santa Maria, cerca de 800 pessoas estiveram prestigiando o clássico Rio-Nal.

PRÓXIMA PARTIDA O Inter SM entrará em campo novamente neste próximo domingo, dia 01 de novembro, no Estádio dos Eucaliptos, em Santa Maria, às 16h00. O Inter SM precisa vencer por 1x0 para levar a partida aos pênaltis ou mais de um gol para se classificar diretamente.

FICHA TÉCNICA

INTER SM: Allan; Tiago, Marlon, Dionatan, Cristiano Pardal (Igor); Prestes (João Pedro), Ariel, Júlio, Vinicius Bebê (Dante); Hugo (Bruno Nunes), Itamar. Técnico: Paulo Henrique Marques.


RIOGRANDENSE: Wesley; Guilherme, Zanini, Marinho, Cristiano; Édipo, Gean, Richard, Thiaguinho; Pablo (Anderson) e Júnior. Técnico: Feliciano Corrêa.


GOL: Thiaguinho 8' (R);


CARTÕES AMARELOS: Cristiano Pardal, Prestes, Ariel (I); Édipo, Richard, Gean (2), Júnior (R).


CARTÕES VERMELHOS: Marlon (I), Gean (R).


ÁRBITRO: Rafael Klein

AUXILIARES: Ilson Soares e Igor Balke.


Foto: Sergio Roberto Zula - Inter SM

Esporte Clube Internacional

R. Ana Nery, 390 - CEP: 97020-030 - Santa Maria/RS

(55) 3026.7180 - intersmoficial@gmail.com